sexta-feira, 13 de julho de 2012

TEXTO PARA O ENSINO MÉDIO: EUROPA FEUDAL

  •  Crise do Império Romano (êxodo urbano) - Colonato;
  •  Invasões bárbaras (passiva e violenta), êxodo urbano - benefício, fidelidade e comitatus.
  •  Comércio a longa distância, desaparece - expansão islâmica, domínio Árabe.
Idade Média - séc. V a séc. XV (mil anos)
Alta IDADE MÉDIA: (Feudalismo) - apogeu - invasões bárbaras(começo),expansão islâmica (detida – por Carlos Martel - cristão) suseranos e vassalos.
Baixa IDADE MÉDIA: (Crise) 4 cavaleiros do apocalipse: fome(grande crescimento populacional), peste, guerra (cruzadas) e morte. - Feudalismo: expansão islâmica foi fundamental para a ruralização da economia (Japão também teve feudalismo; Brasil não teve, capitanias hereditárias não foi feudalismo).
 * Características: - Aspectos econômicos: economia essencialmente agrária com agricultura de subsistência (por causa da mentalidade teocêntrica do feudalismo ê lucro é usura “pecado’). - Comércio - realizado em feiras e à base de troca por causa da descentralização da moeda (moeda não tem lastro, cada senhor adotava uma, acabou caindo em desuso, metais preciosos é que dá o lastro - valor). - Aspectos sociais: caráter teocêntrico, homem em eterna busca da salvação. Sociedade composta por ORDENS (ORAM, LUTAM, TRABALHAM) ê estabelecidas pela vontade de Deus.
 Oram - Ordem do Clero - orar é um trabalho.- Igreja era forte porque possuía riquezas, terras, e tinha o poder centralizado (Papa virou o chefe do poder espiritual e temporal (Pepino - carta de S. Pedro - terras), era uma instituição organizada.
* 2 tipos:
 Clero secular: ligado ao mundo dos homens, envolve-se em assuntos não religiosos (ex. Paróquia - em contato com a sociedade, determina a rotina da comunidade (sino - mede o tempo).
Clero regular: segue regras, ligados à intelectualidade, ordem franciscana (Francisco de Assis - pregava pobreza, contrário aos abusos do clero secular, beneditinos)vivem em clausura, não mantém contato direto.
 * hierarquizada :
alto clero (dirige a Igreja)
baixo clero (contato com a miséria).
* Cristianizou os bárbaros (Francos - Clóvis - dinastia Merovíngea - neto de Meroveu -marido de Clotilde).
* Detinha o Monopólio cultural (o saber) - instrumentos de controle: a) dogmas (verdades absolutas): missas (rezadas em latim e de costas), sermão (não é em latim, é a explicação do que foi dito), visual - decoração da igreja, pomposo, histórias desenhadas nas paredes e no teto.
 Lutam - nobres - mundo dos varões marcado por relações que envolvem senhores feudais (suseranos e vassalos) com títulos e ao redor do feudo - duque com ducado, conde com condado...
* Características obrigatórias:
 Fidelidade;
Benefício (terras);
Reciprocidade (dar e receber - vassalo jura fidelidade e vira “homem do suserano” - cerimonial - ajoelha-se, jura-lhe fidelidade - se o suserano aceitar, saca de sua espada (durendal) ‘levanta-te meu homem’ e sela com um ósculum sagrado (beijo), o vassalo que recebe terras pode doá-las e ser suserano de outros vassalos. Seus vassalos juram-lhe fidelidade e nada devem ao suserano de seu suserano. Mas se houver guerra entre o 1º suserano e o segundo, o vassalo do segundo nada tem haver, e se o segundo suserano perder, os vassalos destes deverão jurar fidelidade ao suserano de seu suserano. * Papel da mulher: gerar. (mulher nobre não trabalha, nem cuida da casa, não educa os filhos, não dá prazer - sexo apenas para procriação) ela representará bens (dotes) - não se ama a donzela e sim o que ela representa. Mulher camponesa gera, cuida dos filhos, trabalha, ajuda o marido.
Ordem dos que trabalham:
Servos - pagam as obrigações costumeiras:
1) CORVÉIA - trabalho servil no manso (porção) senhorial durante 3 dias da semana os outros 3 dias o ele trabalha no manso servil. Desses dias que o servo produz para si mesmo ele tem que pagar:
2) TALHA: 50% para o senhor. Da metade que sobra para o servo ele tem que pagar
3) BANALIDADES: uso de utensílios (forno, cavalos, arados, moinho, etc.),
 4)Mão-morta - pagamento sobre a herança recebida.
 * Divisão do feudo -
Mansos:
 a) senhorial (castelo, serve de abrigo para os servos caso de ataques); servil (onde o servo produz para si e mora).
Terras comunais - bosques - caça esportiva do senhor (servos não podiam caçar), complemento servil (plantas, frutos, pescas) abrigo para os habitantes de vilas = vilões - que não pagam as obrigação e não são protegidos em caso de guerra, são marginais (estão à margem).
Baixa Idade Média - Europa séc. 10 = mudanças - crescimento populacional (sociedade formada por Ordens) agravou a fome, cujo o principal alvo são os mais pobres que pagam as obrigações, devido a crise, começam as rebeliões contra as obrigações, rebeldes são massacrados (não matarás! Senhores em pecado).
* Fuga dos servos em direção às cidades (falta de higiene-inchaço-doenças- miséria (roubo, prostituição, etc. camponeses estão em pecados) peste (várias doenças, bubônica da pulga dos ratos, pneumonia, tuberculose, cólera(poço coletivo) castigo divino para toda a família orações para se salvarem - fortalecimento “dos que oram”.
 * Guerras(os que lutam - nobres) ética de conduta (fidelidade: suseranos e vassalos) falta feudos para benefícios e dotes, rompem-se os laços de fidelidade, homens não querem se casar pois não há mais dotes (rompem juramento - estão em pecado). -Morte: aproximação do ano mil 4 cavaleiros anunciam a chegada do fim, (mentalidade medieva teocêntrica - 999 é 666 - bola de fogo, cometa Halley passou perto da Terra). Homens se apegam à fé: orações, peregrinações a locais sagrados, penitências, doações ao clero, comprar indulgências (salvação - até para quem já morreu), comprar simonias (relíquias - pedaço da cruz, do manto, etc). O ano não acabou no ano mil, disseram que seria no 1033, depois que o 2000 não passará.
Obs.: Ano 1054 (próx. De 1033) CISMA do Oriente (divisão em 2 igrejas católicas). Igreja se divide:
 a) Romana;
 b) Ortodoxa (dos servos).
* Império Romano do Oriente (Bizantino) (capital é Constantinopla) - ORTODDOXA - era um Império Cristão mas não estava submisso ao Papa. A partir do Imperador Justiniano, os imperadores têm o título de Cesaropapismo - (carta de S. Pedro - César - detém o poder do exército - temporal e o papismo - poder espiritual).
 * A Igreja católica fortalecida não aceita mais o papismo dos imperadores. Os fiéis ficam em dúvida entre as duas igrejas (se tem dúvida não tem fé) uma instituição não aceitava a outra, romperam-se. A solução foi dada pelo Papa: realizar as Cruzadas expedição militar para libertar o túmulo de Jesus Cristo, o Santo Sepulcro em Jerusalém, que está sob o domínio de infiéis (muçulmanos) para se livrarem da perdição e dos castigos (os “perdidos” vão à guerra procurar salvação, até crianças de 10 a 15 anos foram. OFICIAIS FORAM 8 CRUZADAS.
 3ª Cruzada - Ricardo Coração de leão (Inglaterra) foi lutar e deixou seu irmão João no lugar (João sem terra)os burgueses impuseram a Magna Carta - constituição) Verdadeiro motivo das cruzadas: - diminuir a população (marginais); conquistar terras para a Igreja e a nobreza - para os feudos); atrativos econômicos (saques, pilhagem) expansão do cristianismo.
 4ª Cruzada: Financiadas por comerciantes (banqueiros) italianos (deveriam ir para o Egito) mas atacou e saqueou CONSTANTINOPLA (é cristã, é a sede da igreja ortodoxa - papa apoiou o massacre) (não matarás, ainda mais outros cristão - perdição). Constantinopla era a rival econômica da Itália.
 * As cruzadas fracassaram (conseguiram dinheiro mas era para salvar o feudalismo e acabou ajudando no sua derrubada).
* Conseguiram expulsar os muçulmanos que dominava o mar mediterrâneo que fica agora nas mãos da Itália, eles é que vão cobrar os impostos.
 * Renascimento urbano (cidades perto do litoral do mediterrâneo e desenvolvimento comercial).
 * Transição do feudalismo para o capitalismo. Obs.: urbanização, burgueses querem a independência das cidades dos feudos.
 Aparecem dois tipos de cidades:
a) burgos: compram a sua liberdade e as Comunas ê vão lutar para conquistarem a liberdade.
Desenvolve o comércio - MONETARIZAÇÃO. - produção maior e centralizada nas mãos de artesãos que detém os segredos do processo. Organizam-se em Corporações oficiais (tipo sindicato ou cartel, mas eram eles quem detinha todo o processo e os bens de consumo). Os comerciantes burgueses fazem a intermediação, (são considerados pecadores pela usura, pois estão ganhando em cima de lucro de outros - são perseguidos pela igreja e formam as GUILDAS (associação) comercial. Comunas se organizam militarmente para conquistar terra (pilhagem).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.