quinta-feira, 11 de agosto de 2011

6ª SÉRIES: EXPANSÃO MARÍTIMA COMERCIAL EUROPEIA

Ocorre em duas ondas distintas. A primeira, de 1415 a 1600, sob hegemonia de Portugal e Espanha, e a segunda, entre 1600 e 1800, sob a hegemonia da Holanda, Inglaterra e França.
Descobrimentos portugueses - As causas do pioneirismo português podem ser atribuídas à sua neutralidade nos confrontos europeus, centralização política, posição geográfica privilegiada e ao desenvolvimento da indústria naval. A fundação da Escola de Sagres forma pilotos para a navegação em alto-mar.
Conquista de Ceuta - Sua conquista, em 1415, é o ponto de partida para as descobertas portuguesas na África ocidental. Em 1419 os portugueses chegam ao arquipélago da Madeira e, em 1431, desembarcam nos Açores. Em 1445 atingem as ilhas de Cabo Verde e, em 1482, a desembocadura do rio Congo.
Contorno do Cabo da Boa Esperança - No extremo meridional da África, por Bartolomeu Dias, em 1487, abrindo caminho para as costas orientais do continente africano e para as Índias. Entre 1505 e 1515, caravelas lusas exploram o litoral leste da África, aportando em Sena, Moçambique, Zanzibar, Pemba e outros pontos.
Índias e América - Em 1498 Vasco da Gama aporta em Calicute (Índia ). Em 1500 uma frota portuguesa comandada por Pedro Álvares Cabral chega às costas americanas do Atlântico sul, descobrindo o Brasil. Em 1543 os portugueses chegam ao Japão.
Navegações espanholas - A Espanha tenta chegar às Índias através do Atlântico. Opta pela direção ocidental, sob a influência dos navegadores genoveses Cristóvão Colombo e Américo Vespúcio, na suposição correta da esfericidade da Terra.
Descobrimento da América - Em 1492 a frota de Colombo aporta na ilha Guanahani (São Salvador) e investiga as ilhas Juana (Cuba) e Hispaniola (São Domingos). Pensa ter chegado às Índias. Em 1500, Pinzón descobre a embocadura do rio Amazonas. Entre 1503 e 1513, Vespúcio e outros navegadores exploram as Antilhas e todo o litoral atlântico ao sul dos territórios descobertos. Concluem tratar-se de um novo continente, que passa a se chamar América em homenagem a Vespúcio. Em 1508 chegam ao Yucatan e em 1512 à Flórida e ao delta do Mississíppi.
Cristóvão Colombo (1451-1506), navegador e descobridor da América, nasce em Gênova, na Itália. Filho de um tecelão, interessa-se pelos estudos geográficos e pelas narrações de viagens de Plínio, Marco Polo e Toscanelli. Em 1477 estabelece-se em Lisboa, junto a seu irmão Bartolomeu, um cartógrafo. Convencido da esfericidade da Terra, propõe a Portugal alcançar as Índias pelo Atlântico. Rechaçado, propõe ao rei espanhol o mesmo projeto, em 1485. Inicia sua primeira viagem em 1492. Sai do porto de Palos com as caravelas Pinta, Niña e Santa Maria. Um ano depois retorna à Espanha, onde é acolhido triunfalmente, com o título de "almirante do mar oceano". Realiza mais três viagens à América. Morre pobre e esquecido.
Primeira viagem de circunavegação - Em 1513 Vasco de Balboa cruza o istmo do Panamá e descobre o oceano Pacífico. Em 1517, Fernão de Magalhães, um navegador português a serviço de Castela, atinge o extremo sul do continente americano e atravesssa o estreito ligando os dois oceanos. A nau Vitória, da expedição de Magalhães, continua viagem pelo Pacífico e realiza a primeira circunavegação do globo, chegando a Sevilha dois anos depois. Magalhães descobre parte do arquipélago das ilhas Marshall, Marianas, Filipinas e Bornéu. Em 1522, a nau Vitória descobre a Nova Guiné. Entre 1543 e 1545 os espanhóis chegam ao Hawai e ilhas Carolinas. Em 1566 descobrem as Marquesas e em 1605 e 1606 as Novas Hébridas e a Austrália.
Conquistas inglesas - Iniciam-se pelo Atlântico norte, em 1499. A partir de 1558 os ingleses voltam-se para a pirataria e o comércio negreiro, apoiados pelo poder real. Em 1584 Walter Raleigh funda Virgínia, a primeira colônia inglesa no continente americano. Entre 1607 e 1640 ocorre uma transferência em massa de colonos para o litoral atlântico. Em 1612 começa a colonização da Índia.
Expansão francesa - Nas Antilhas instala bases de pirataria em São Cristóvão, São Domingos, Guadalupe, Martinica e Haiti, entre 1625 e 1655. Na América do Norte toma posse da Terranova, Nova Escócia e Nova França, no Canadá, em 1603. Funda Quebec em 1608, Montreal em 1643, e impulsiona a migração de colonos para a região. Em 1682 funda uma colônia no território do Mississíppi (Louisiana). A partir de 1643 volta-se para o Índico e instala bases em Reunião e Madagascar, na África. Funda feitorias na Índia, em 1664.
Descobertas holandesas - A partir de 1619 os holandeses estabelecem bases comerciais e militares em Timor, Celebes, Java, Sumatra, Bornéu e península do Sião. Em 1630 consegue dominar o território nordeste do Brasil. Conquista Curaçau e a Guiana em 1634. Entre 1642 e 1659, descobre as ilhas Maurício, Tasmânia, Nova Zelândia e o noroeste da Nova Guiné.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.